28 de mar de 2012

Jovem em Araraquara não é levado a sério

“Só cheguei onde cheguei porque não subestimei a minha geração.” (Criolo)

Segunda-feira, dia 26 de março, deveria ter acontecido o Orçamento Participativo da Juventude, anunciado para as 19 horas no Teatro Wallace. Cheguei por volta das 20 horas e encontrei o Teatro fechado, estranhei e fui até a Casa da Cultura saber se a confusão do local ou data era minha. Encontrei o presidente do Conselho da Juventude ali que me relatou, completamente indignado, o que aconteceu. Vejam vocês o nível do descaso e descaramento daqueles que têm a obrigação de responder às demandas desse segmento que em Araraquara representa 32% da população (entre 15 e 29 anos). Os assessores do OP, cargos de confiança do prefeito pagos com seu dinheiro, chegaram ao local as 19h e encerraram o processo as 19:30h. Entre eles mesmos, elegeram um campo de futebol num bairro da cidade como prioridade de investimentos, na ordem de 200 mil reais, em nome dos jovens da nossa cidade. As 19:40h chegou um ônibus com estudantes da escola pública João Pires de Camargo, convidados pelo assessor de Juventude do município, e deram com a cara na porta. Teatro fechado e processo encerrado, suas vozes, demandas, anseios e propostas foram sufocadas. As reais necessidades a serem debatidas com e entre a Juventude foram ignoradas por pessoas despreparadas e preguiçosas, sem um pingo de respeito pelo trabalho que deveriam fazer. Quando criamos a Assessoria de Juventude, o Conselho Municipal de Juventude e o Orçamento Participativo da Juventude no governo do ex-prefeito Edinho, do PT, tínhamos como objetivo proporcionar espaços de discussão e poder de decisão sobre investimentos onde a própria Juventude fosse representante de seus interesses. Esse processo estava em constante aprimoramento e a perspectiva do protagonismo juvenil, da auto-organização e das relações em rede eram os nortes que pautavam as nossas ações. Desde que o prefeito Barbieri assumiu, as necessidades da Juventude foram constantemente ignoradas e sua voz, silenciada. Inúmeras situações expressam o conservadorismo e preconceito do atual governo no que se refere ao trato com os jovens, entre eles destaco desde a nomeação de pessoas sem qualquer preparo para o cargo em exercício à eleição ilegal do Conselho da Juventude, à violência praticada na última Conferência Municipal de Juventude, a proposta covarde de Toque de Recolher e à não realização DE NENHUMA DAS PRIORIDADES ELEITAS no OP da Juventude. NENHUMA! Conversei com todos os jovens que foram para a reunião do OP nesta segunda e me surpreendeu o nível de interesse e de capacidade de propor alternativas às suas necessidades. Não permitir a sua participação e retirar o direito de decidirem o que desejam por si mesmos é lamentável e digno de repúdio. Tive o prazer de participar do programa “Em Ação”, comandado pelo dep. Edinho Silva na TV Circulando, onde falamos justamente sobre Juventude. Vai ao ar em abril e assim que subir o vídeo posto aqui. Debatemos a pautei justamente isso, nunca tivemos em nossa história tantos jovens conscientes e engajados em lutas sociais, o que precisa é que o Estado reconheça nesses jovens parceiros fundamentais para a formulação e execução de ações que de fato dialoguem com suas necessidades. Em Araraquara, infelizmente, retrocedemos e lamento ver muito dessa galera, cheia de sonhos e idéias, não ter oportunidade para expressar seu desejo, não ter apoio para desenvolver seus projetos e perder de vez a perspectiva de que a política pode sim ser um meio para melhorar sua condição de vida. Termino hoje com esse somzaço do Charlie Brown e Negra Li o qual faço alusão no título do texto e reflete exatamente a forma como o governo de Araraquara vem tratando sua juventude.

5 comentários:

Patricia Galis disse...

As coisas estão tomando uma proporção tão descarada que ta difícil viu....

Escritora de Artes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Escritora de Artes disse...

Descaso total de um governo corrupto!


Ps. Quando tiver um tempinho passe no meu blog e opine sobre algum dos meus poemas, sua opinião é muito importante para mim.

Saudações cara companheira!

Rita disse...

InfeliSmente isso acontece aqui
nessa cidade...e vai ser sempre
assim se as providencias não forem tomadas na hora certa!!

Rafael disse...

Fácil, nesse ano não votem nele!