13 de ago de 2012

É preciso Coragem pra não ser Hipócrita


Numa ação muito parecida a vivida no segundo turno da disputa presidencial em 2010, guardadas as devidas proporções, vejo se repetir em Araraquara a mesma estratégia de incitação ao preconceito e à intolerância. Voces devem se lembrar dos ataques tramados à presidenta Dilma, orientados pelo tucanato com participação de setores da Igreja católica e evangélica, que acusavam nossa presidenta de “assassina de criancinhas”, entre outras coisas, devido à posição do PT em respeito ao debate sobre a descriminalização do aborto, à união civil entre homossexuais, descriminalização das drogas e etc. Somente após a confirmação de uma ex-aluna da Mônica Serra, esposa do então candidato Serra, de que esta havia declarado em sala de aula ter praticado um aborto nos idos dos anos 70 é que a coisa esfriou, mas o estrago já tinha sido feito.

Vejam vocês que a real intenção nunca foi um debate sério sobre a questão do aborto, apenas uma ação pensada pra incitar o preconceito e a intolerância contra a candidata do PT. Possivelmente, a real posição de Serra, sua esposa e parte dos tucanos seja pela descriminalização uma vez que a própria Mônica Serra praticou aborto. A isso, chamamos de HIPOCRISIA.

Muito bem, circula no Facebook uma montagem que procura me afetar da mesma forma. Pegaram trechos de uma tese da Juventude do PT no Congresso de 2008, exatamente os tópicos onde falam sobre o aborto e as drogas, colocaram um título falacioso “Gabriela Palombo em defesa das drogas e do aborto”, destacaram meu nome na lista de assinantes da Tese e terminaram o “documento” questionando o apoio de lideranças católicas à minha candidatura, com fotos de eventos onde participei.

Quero dizer, em primeiro lugar, que me sinto muito à vontade em participar de atividades religiosas e receber o apoio de lideranças da igreja Católica porque sou católica batizada e praticante. Fiz primeira comunhão, crisma, faço minhas orações e nunca escondi de ninguém minha em fé em Deus, muito ao contrário. Diferente de muitos hipócritas por aí, não procurei ou recebi o apoio dessas lideranças por ser “carola” ou por engajamento em movimentos religiosos. Minha militância se deu e se dá nos movimentos sociais ligados à Juventude, à Cultura e às Mulheres. Também não foi por doação de salsichas e frangos para quermesses ou por pagar o som dos eventos que agreguei apoio. Acho esse tipo de relação “é dando que se recebe” lamentável e tenho conversado muito com padres sobre isso.

Minha campanha defende temas muito bem definidos, entre eles a superação da violência contra mulheres, a dignidade da Juventude, a prevenção às drogas e o combate à exploração do trabalho de jovens com baixa qualificação; a Cultura como estratégia de conscientização e cidadania para as pessoas em situação de vulnerabilidade social, em especial as crianças e os jovens nas periferias, investimentos na Economia Criativa como alternativa de trabalho e renda e futuro saudável para jovens e mulheres.

Tenho exposto e defendido essas idéias por onde passo, procuro convencer as pessoas sobre a importância de o poder público, bem como a Igreja Católica, superar a forma conservadora como lidam com os problemas das drogas que afetam nossos jovens, enxergando na Cultura e no Trabalho Decente formas de libertar as pessoas oprimidas por uma sociedade capitalista, individualista e desigual. Cada um no seu quadrado, uma vez que o conceito de Estado Laico me norteia, Poder Público e Igreja têm um papel a cumprir na sociedade. É preciso combater a miséria econômica e espiritual que hoje assola as periferias de Araraquara, sobretudo nossa Juventude e em conseqüência, suas famílias.

Esses são os pontos que defendo e é pra essa plataforma que peço apoio. Na medida em que há afinidade com a proposta e confiança na minha capacidade de desenvolver esse trabalho, caso eleita vereadora, as pessoas se aproximam e é com muito orgulho que as recebo para fazer parte da minha campanha. E acho coerente que lideranças da Igreja Católica se aproximem, afinal, a defesa da dignidade humana e a superação da miséria não são princípios cristãos?

Com relação a descriminalização do aborto e das drogas, defendo que o poder público e a sociedade façam o debate, munidos de informações e desprovidos de preconceitos. Aliás, debater assuntos de interesse da sociedade é papel do Legislador e quem se esquiva disso é porque está acomodado e com pouca ou nenhuma intenção de fazer alguma pra mudar nossa triste realidade. A isto também chamamos de Hipocrisia.

Não sou do tipo que se omite. Tive minha vida exposta de maneira covarde e preconceituosa recentemente por um promotor de Justiça na cidade. Escrevi sobre isso em meu Blog, divulguei no Facebook e participei de um programa de TV para falar sobre o assunto.

Já passei muita dificuldade em minha vida. Quando quase perdi as esperanças, foram as oportunidades de trabalho e a fé em Deus que me salvaram. Quando me senti valorizada e amada tive forças pra seguir em frente. Isto é o que defendo para todos aqueles, sobretudo os jovens, que estão perdendo suas esperanças e se entregando para as drogas e para o crime.

Não tenho medo desse debate e enfrento onde for preciso. Esse tipo de covardia pra me atacar eleitoralmente só reforça a minha disposição em trabalhar com mais afinco pra ser eleita, justamente pra mostrar que é possível fazer política sem demagogia e hipocrisia.

Com fé em Deus e coragem pra mudar, sigo em frente!

7 comentários:

*Escritora de Artes* disse...

Excelente texto, a hipocrisia é um mal eterno que assola o homem...

Abçs

5n3v35 disse...

Pegando um gancho no que você cita, realmente o que mais tem na Net são montagens para denegrir a imagem de alguém. O pior nisso é que as pessoas compartilham sem ao menos verificar a autenticidade do fato. Quem faz isso faz de maldade e sabe que dá certo. Uma pena...

Rita disse...

Gabriela nesse momento tão especial
da sua vida , tem sim esses mal intencionados, que faz isso, mas conhecendo vc como é, e muita gente tbém sabe..Claro que vc fica chateada , mas com sua garra e força, vc supera vai em frente que todos estão aqui para te apoiar.
Um lindo dia de terça pra vc
Bjuss
Rita!!!

Maria Eduarda disse...

Infelizmente vc vai ver gente assim até o final da campanha, mas liga não vc é muito maior que tudo isso.

Patrizia Dias disse...

Nem se altere Gabi existem pessoas mal carácter em todo lugar imagina em uma campanha politica, mas ninguém chuta cachorro morte ne, vc deve estar tirando o sono de muitos por ai...siga em frente.

Bia Hain disse...

Garbiela, tenho orgulho de sua postura. Não permita nunca que a covardia e a hipocrisia vençam seus objetivos e sua dignidade. Um abraço!

Patricia Galis disse...

Infelizmente pegam um texto fora de pretexto e ai dizem o que querem, triste demais até pq nesse pais de hipócritas nem podemos falar mesmo o que pensamos. Adorei sua declaração e fique sossegada se tão se importando tanto é pq vc esta incomodando e isso é um bom sinal.