27 de set de 2012

Casa da Cultura? Musico se revolta com a falta de sensibilidade


CASA DA CULTURA?
MÚSICO SE REVOLTA COM A FALTA DE SENSIBILIDADE
O músico Luys Rosario, professor na Casa da Cultura, denunciou em novembro do ano passado a falta de respeito ao nosso patrimônio artístico, histórico e cultural, ao flagrar funcionários da prefeitura, com aval da secretária da cultura e do prefeito municipal, separando vários discos antigos, que seriam simplesmente descartados, jogados fora.
A Casa da Cultura, local que deveria servir de abrigo e incentivo a arte e à cultura, se desfaz da história construída com muito trabalho e dedicação por artistas e músicos.
Indignado com o descaso e a ignorância com que obras de arte estavam sendo tratadas, fez denúncias à mídia local, reclamações na secretaria da cultura, mas infelizmente, numa demonstração que se reflete na administração atual, não foi ouvido. Ele, amante da arte e da música, ainda conseguiu salvar 50 discos. Mais de 500 foram jogados no lixão da cidade.
Nessa semana, o artista, mais uma vez organizou um ato de repúdio a tanto descaso, nas escadas da Casa da Cultura, e tentou alertar a população para o fato. "Se nossa história é tratada assim, imagina como são tratados os aposentados, os idosos, os que sofrem algum mal e necessitam de atendimento e atenção do Poder Público", desabafou Rosario.
Em apoio, Gabriela Palombo esteve no local e declarou que vai lutar muito para que a arte e a cultura voltem a fazer parte da vida cotidiana dos araraquarenses, com respeito e dignidade.
Bira Simões
Assessoria de Imprensa

2 comentários:

Rita disse...

Parabéns por essa atitude, luto sim
e musica faz bem a todos
Abraços
Rita!!!

Bia Hain disse...

Oi, Gabriela. Eu adoro discos de vinil, é realmente uma pena serem simplesmente descartados, ainda mais se fazem parte de um acervo! Um abraço!