4 de jan de 2013

NOVA LEGISLATURA: AS PRÁTICAS DE SEMPRE

Olá amig@s do Blog. Volto hoje com algumas considerações a respeito desse início de vereança. O presidente do PT local publicou um texto que trata sobre o assunto e me contempla bastante. Então, reproduzo aqui na íntegra pois acho desnecessário escrever outro.


As articulações para a mesa diretora da Câmara neste início de legislatura seguiram, em grande parte, o ritual previsto. Eleição do candidato do governo – que goza de ampla força política no período pós - eleitoral, sem desgastes, com as secretarias municipaisdevidamente distribuídas e alinhado com sua base de vereadores.

Positivo constatar que o campo politico que se elegeu, liderado por João Farias, o novo presidente, apresentou propostas consistentes que, justiça seja feita, são as mesmas propostas que o PT apresenta ao legislativo há pelo menos duas décadas. Nada que tire, no entanto, o mérito das propostas ou diminua a aparente boa intenção do presidente eleito.

A bancada petista, renovada em dois nomes, mais coesa e tão disposta quanto a anterior, embora não conte agora com toda a capacidade de trabalho, com a competência jurídica e energia da ex-vereadora Márcia Lia, é uma bancada ciente dos desafios que terá que enfrentar, tanto na fiscalização do governo, da própria Câmara, quanto também na apresentação de proposituras importantes para a cidade em fina sintonia com a população.O PT apresentou propostas inovadoras para o legislativo, como sempre o fez, de forma a aperfeiçoar os espaços de participação popular, a transparência e o diálogo com a cidade, propostas que foram entregues ao presidente eleito e pelas quais lutaremos, como a Comissão de Participação Legislativa, que visa eliminar os trâmites burocráticos para proposituras de iniciativa popular.

Mas toda disputa tem um perdedor, que pode sair dignamente do processo ou derrotado e pela porta dos fundos e esta segunda ilustração infelizmente é a que melhor se adequa ao vereador Boi, reeleito como o mais votado na cidade, mas que se colocou de forma mesquinhano processo. João Farias teve seu mérito, mas a seu favor contou com um adversário que estava na disputa tão somente para negociar seus caminhos com o governo.

Uma máxima que a gente aprende na vida e deve sempre ter como diretriz na política é que não se abandona parceiros de primeira hora. E Boi fez isso da forma mais leviana, negociando seu voto em João Farias com o governo, não se sabe ainda em que termos, talvez a liderança do governo na Câmara e outras coisinhas mais, deixando Juliana Damus e Dr. Lapena na constrangedora situação de terem que se abster, considerando que o voto no PT os fariam passar os quatro anos a “pão e água” com o governo.

Ainda que considerando ter sido um bom presidente, o vereador Boi se apequenou na condução do processo de sua reeleição. Conduzido pelo G 5 em sua eleição em 2011, liderado pelo ex-vereador Paulo Maranata – que negociou o G5 por uma secretaria na época - e conquistando a vitória com os votos da bancada do PT, Boi não demonstrou habilidade ou propostas, ficou o tempo todo à espera de um acordo com o governo, que finalmente veio, salvou o seu e deixou parceiros pelo caminho. Sai pelas portas dos fundos da Câmara Municipal e vai perdendo cada dia mais a oportunidade de se consolidar como uma grande liderança política na cidade, fadado à eterna reeleição como vereador que sobreviverá de acordinhos baratos com o executivo. Não é de gente assim que a política feita com qualidade precisa, pelo contrário.

Vale ressaltar mais uma vez a coragem de Juliana Damus e Dr. Lapena, que seguiram suas convicções e se abstiveram na votação para a presidência. Honraram a palavra dada a seus eleitores.
Com relação ao PT, lançar Édio Lopes foia alternativa diante da desistência de Boi, com quem já tínhamos dialogado por diversas vezes e ao final estávamos convictos de sua desistência, pois sequer este papel Boi se dignou a cumprir, comunicar claramente a seus apoiadores que não seria mais candidato.

A opção do PT em não apoiar João Farias se deu pela coerência, pois a história da relação entre o PT e o então líder de governo deixou muitas arestas mal aparadas. Nada impede que escrevamos uma nova história daqui pra frente, mas política deve ser feita com coerência, posição política clara, postura democrática e respeito a seus pares, é o que esperamos do novo presidente.

E porque eleger Jair Martinelli para a Mesa Diretora se foi nomeado Secretário de Esportes?

Outra certeza inabalável é que a atual Mesa Diretora da Câmara exigirá muita atenção e fiscalização dos partidos de oposição e dos movimentos sociais, disso ninguém duvida...

André Agatte
Presidente PT/Araraquara

6 comentários:

Augusto Sperchi disse...

Olá Gaby! Não se assuste e nem esmoreça, pois muitas coisas ruins ainda virão. Porém, outras coisas boas também acontecerão, que valerão a pena, que trarão alguma esperança e transformação. O que não pode é se alinhar às falanges escusas e nefastas que a qualquer hora se formarão. Tenho um projeto para a Educação, depois eu lhe conto, ok? Um abraço!

*Escritora de Artes* disse...

Era de se esperar que isso acontecesse, mas os obstáculos estão aí para serem superados...

Confio em vc, sei que sempre fará o melhor para todos..

Bjos


Ps. Desculpe não ter ido a posse, mas estou com terríveis dores nas costas, preciso ir ao médico com urgência, mas vi o vídeo, adorei falou muito bem, maninha tenho muito orgulho de vc ...

Rita disse...

Gabriela esse post é mesmo muito bom
eu admirei a Juliana e o Dr Lapena por
isso,mas é um longo caminho e espero
que vc tenha boas companhias para seguir em frente e lutar
Que sua força seja sempre com muita
dignidade sei que vc vai conseguir
Um abraço carinhoso
bJUSS
RITA!!!!

Patricia Galis disse...

Isso é só o começo, nada pior do que pessoas que vendem seus ideais, fica aqui meus respeitos pelo menos neste ato a Juliana e ao Dr.Lapena.

Bia Hain disse...

Oi, gabriela, bom t~e-la de volta, tão engajada em sua nova missão. Esse tipo de artigo é interessante para que o cidadão, leigo, conheça como as decisões são tomadas, como funcionam as articulações política. Um abraço!

António Jesus Batalha disse...

Vim à net para encontrar novos amigos e ao mesmo tempo divulgar meu blog, encontrei o seu blog, e estive a ver algumas postagens e achei o seu blog muito bom, tenho de lhe dar os parabéns, pois é um blog que dá sempre vontade de vir aqui mais vezes.
O meu blog é o Peregrino E Servo, se tiver tempo ou se desejar pode fazer-lhe uma visita e se gostar faça o sentir no seu coração, saiba porém que nunca deixei alguém ficar mal.
Desejo paz e saúde para si e para o seu lar.
Sou António Batalha.