25 de jan de 2012

Vão esperar o barco afundar ou pra quê sigilo?


Olá amig@s, estamos há um bom tempo sem nos falar! Reinicio os posts do Blog abordando o assunto, aquele já discutido aqui antes, sobre a operação de risco do prefeito de Araraquara, Marcelo Barbieri, ao não pagar o INSS alegando “compensação fiscal”. Muito bem, nesta segunda-feira o PT chamou uma coletiva de imprensa para divulgar a notificação da Receita Federal à prefeitura, que já perdeu a ação em primeira instância e recorre agora em segunda. Neste documento (publico aqui assim que possível), eles descascam a prefeitura, alegando, entre outras coisas, “operação fraudulenta”, “má fé nas intenções”, sugerem ato de improbidade administrativa e ainda, a Receita aplica uma multa de 150% sobre o valor original do débito, saltando de 13 para 40 milhões a dívida, isso só sobre 2010. Neste valor não estão incluídos os juros e as correções e nem os valores correspondentes a 2011. E o mais grave, ameaçam incluir a cidade no CADIN, uma espécie de Serasa das prefeituras onde estas deixam de receber repasses constitucionais (verba p/ saúde, educação, segurança e etc) do Estado e da União, nem recurso de emenda parlamentar pode. Ou seja, o cenário para Araraquara é o da ingovernabilidade.
Imaginem uma empresa que deixa de recolher INSS durante anos e ainda, em seus balancetes, publica que os pagou. A multa é tão pesada que ela perde a capacidade de pagamento desse valor e entra no “vermelho”. Quebra geral. Pois bem, é o risco que a cidade de Araraquara vive atualmente devido às ações irresponsáveis do prefeito e seus secretários.
O assunto é grave, e por isso mesmo, a resposta do prefeito para a cidade não é a de explicar e apresentar uma alternativa que não dependa da loteria (ganho em segunda instância), ao contrário, entram num jogo de muita baixaria promovendo uma caça às bruxas p/ descobrir de onde vazou o documento que tivemos acesso e divulgamos. Uma atrás da outra, a intenção dele, apoiado por sua base de apoio na Câmara, é esconder da cidade de Araraquara a verdade e a gravidade do que ele fez. Defende o “sigilo” das contas públicas, é mole? É nosso dinheiro que está ali, a multa é sobre a cidade,  portanto, sobre todos nós, e o cara quer esconder tudo alegando “sigilo”! Valha-me Deus!!
Diz o ditado: QUEM NÃO DEVE, NÃO TEME, MARCELO BARBIERI!
E pra ficarmos ainda mais revoltados, tem o fato de o prefeito ter pago quase 6 milhões de reais (muuuuuito dinheiro) para um escritório de advogados de SP, “Sérgio Baptista e Associados”, cuidar dessa ação do INSS. Esta contratação foi feita sem licitação sob alegação de “notório saber”, como se só eles fossem capazes de realizar este trabalho. Pasmém, leitores, que da notificação da Receita Federal, a má fé alegada ali se dá sobre o fato de a prefeitura de Araraquara e seus advogados nunca terem feito o pedido da compensação dos créditos ao INSS, coisa básica e elementar se as intenções da prefeitura fossem verdade. FIQUEMOS DE OLHO NESSE CONTRATO MILIONÁRIO COM ESSES ADVOGADOS. TEM CAFÉ NESSE BULE!!
E pra concluir, a cereja do bolo nessa história foi uma coletiva de imprensa que o delegado da Polícia Federal de Araraquara deu, ao lado de dois secretários municipais (??), pra bater na questão do vazamento do documento. Gente, que coisa absurda é essa? Esse delegado precisa de umas férias e decidir se ele quer fazer política ou continuar no serviço público. Esta postura foi bastante tendenciosa, e suspeito que uma representação no conselho de ética contra ele daria bastante pano pra manga.
Mas não vou me alongar nesse caso porque criticar delegado é complicado... e, como diz meu querido Raulzito “eu não sou besta pra tirar onda de herói, sou vacinado sou cawbói”.
Continuamos no próximo post os desdobramentos sobre as denúncias contra a FUNDART.
Aguardem que a coisa tá pegando fogo e este ano promete!

3 comentários:

Rita disse...

Que bom que vc voltou firme nesse Blog,concordo com tudo que postou
Vamos ver esse ano como vai ficar a cidade,Tomara que tudo seja resolvido
Abração!!!

Waldir disse...

Isto é uma vergonha!!

Patricia Galis disse...

Lamentável, o povo tem que ficar ligado, não dá mais para tolerar coisas assim.